Já sentiu o cheiro da aromaterapia?

This image has an empty alt attribute; its file name is WBs-8F0-EzO-dnTTczVeTqgtmzd4edH3XzLsE44BXcm4BpDqb0gclUovg1LHUY_6In2iR7Z6yuNwgeQAjkvO-JiUEIGSySV4nAirkfLIxCI2SWp3AjyRA6l2rsm4V97tkb-u8teo

Introduzir algo do qual todo mundo já ouvir falar é meio complicado, mas eu aceito este desafio! Muitas pessoas nem sabem como escrever Aromaterapia corretamente, muito menos a origem ou os embasamentos dessa arte ancestral, criada para desenvolver o bem-estar.

Então, vamos lá!

O que é a Aromaterapia?

“Aroma” significa agradável e “Terapia” vem da palavra tratamento. É uma terapia que utiliza substâncias naturais, como óleos essenciais de plantas para melhorar a saúde do paciente – evitando dores, ansiedade ou aliviar sintomas de outras doenças.

A aplicação é através de:

  • Massagens.
  • Banhos.
  • Inalações.
  • Vaporização.
  • Sprays.
  • Evaporação.
  • Aromatizador

Engane-se quem pensa que a Aromaterapia entre na mesma discussão homeopatia, pois é reconhecida pela Organização Mundial da Saúde como tratamento efetivo e podendo até curar certas doenças!

Como se originou a Aromaterapia?

A literatura da Índia e registros médicos chineses relatam a utilização de óleos aromáticos usados na saúde e em cultos religiosos. Já no Oriente destilarias primitivas eram utilizadas há mais de 5000 anos!

Hipócrates utilizava fumigações aromática para abdicar pragas em Atenas, e soldados romanos para recuperar sua força através de banhos e massagens. Porém os verdadeiros mestres residiam no Egito, para onde pessoas de todo o mundo iam para aprender a arte.

A aromaterapia foi trazida para o Ocidente durante as Cruzadas, pois há registros da utilização de óleos essenciais para combater a praga do século XIV. Mas ela só se difundiu entre XVI e XVII. Seu potencial foi mais estudado no século XIX onde pesquisas descobriram mais profundamente seus potenciais de cura e composição química.

Quando se utilizar da Aromaterapia?

Como dito anteriormente, a aromaterapia tem tanta validade como qualquer outro método medicinal e pode ser indicada em casos em que tratamentos mais tradicionais não surtem o efeitos desejado, para complementar ou para pessoas que preferem formas mais naturais de cura.

Os óleos essenciais concentrados não devem ser utilizado diretamente em contato com a pele, por isso se utiliza de um difusor. 

Óleos essenciais e seus propósitos:

  • Alecrim: Cansaço, enxaqueca, dores musculares, etc.
  • Lavanda: Estresse, resfriado, insônia, etc.
  • Canela: Tonturas, irritabilidade, cólicas menstruais, etc.
  • Jasmim: Diminuição da líbido, problemas respiratórios, depressão, etc.
  • Bergamota: Ansiedade, Infecções na pele, má digestão, etc.
  • Camomila: Inflamação do sistema urinário, estresse, tensão muscular, etc.
  • Eucalipto: Febre, problemas respiratórios, enxaqueca, etc.
  • Limão: falta de concentração, falta de energia, sistema imune enfraquecido, etc.
  • Sândalo: Dor no peito, estresse, diminuição da libído, etc.
  • Ilangue-ilangue: Ansiedade, náuseas, pressão alta, etc.

É seguro utilizar a Aromaterapia?

Com certeza! Médicos podem recomendar tratamentos para pessoas de todas as idades, sendo inclusive indicada e pode ser reconfortante para mulheres grávidas!

Então, que tal bater uma curiosidade e ir sentir o cheiro da Aromaterapia?

Author:

Redatora formada em biblioteconomia, apaixonada por livros e discussões filosóficas.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s